Como mudar hábitos e ser mais saudável depois dos 40 anos
abril 4, 2016
Os 10 motivos para você começar a fazer esporte e deixar de vez o sofá
abril 13, 2016

dor lombar 2A dor nas costas já é considerada um dos grandes problemas de saúde pública mundial. Apesar da frequência, em cerca de 85% dos casos não é possível obter um diagnóstico preciso, sendo mais adequado defini-la como dor nas costas inespecífica. Sendo até o diagnóstico específico da doença algo complicado, imagine a quantidade de mitos que existem sobre dor nas costas. Pensando nisso, listamos os principais mitos e verdades sobre a dor lombar.

Verdade

1. A dor lombar e comum e normal

A prevalência dessa afecção é estimada em torno de 30% em momentos pontuais e de 70 a 80% durante a vida.

2. A interpretação do exame de imagem deveria vir com um esclarecimento sobre o que é considerado normal

Assim como ocorre com qualquer exame, a presença de um parâmetro tornaria a interpretação do exame mais assertiva e clara para o paciente.

3. Raramente é necessária cirurgia

Em geral, a cirurgia somente é indicada quando o paciente apresenta alguma disfunção neurológica grave, como perda de força progressiva, ou quando não melhora com o tratamento clínico.

trabalho no computador4. Não existe uma postura perfeita quando a pessoa está assentada

Perfeito, perfeito não fica, justamente porque a postura assentada não é a natural do ser humano. Mas existem uma série de recomendações para evitar danos à coluna ao passar muitas horas assentado, veja em nosso post sobre o assunto

5. Sono pobre influencia a dor lombar

A falta de sono atrapalha a recuperação física, pois o corpo se recupera enquanto dormimos, além disso, agrava o fator psicológico associado à dor.

6. Estresse, humor deprimido e preocupações influenciam na dor lombar

Fatores emocionais têm influência direta na percepção da dor, podendo fazer com que a pessoa tenha uma sensação desproporcional ao problema real.

7. A dor lombar persistente pode SIM melhorar

Por mais persistente que seja o quadro de dor, com a técnica e tratamento adequado ela pode melhorar, independente do estágio do problema.

Mito

1. Exames de imagem são necessários

Eles raramente são necessários. Geralmente o diagnóstico pode ser feito com o exame presencial.

afastar móveis2. Erguer objetos é prejudicial à coluna

É seguro desde que feito de forma correta – dobrar os joelhos e abaixar o tronco até a altura do objeto, preservando a anatomia da coluna. Neste post falamos mais disso quando explicamos como afastar os móveis

3. A dor lombar é causada por um osso fora do lugar

As causas geralmente são diversas e envolvem, não só aspectos físicos diretos, como também aspectos ligados aos hábitos do dia a dia, como sedentarismo, má alimentação, tabagismo, etc.

4. Repouso absoluto ajuda

O ideal é manter-se em movimento com a orientação de profissionais qualificados. Repouso absoluto pode não só agravar o problema como ampliar a percepção da dor devido ao fator psicológico associado.

5. Mais dor lombar não é sinônimo de mais danos à coluna

Quadros de dor, em geral, são multifatoriais, ou seja, a dor não é causa unicamente pelo fator físico, por isso, sentir mais dor não necessariamente quer dizer que a situação real da coluna está pior.

6. Usar mochila é errado

É seguro, desde que de forma adequada. Falamos um pouco mais sobre isso nesta entrevista.

 

881686877. Evitar se movimentar e se mover cuidadosamente ajudam

Em longo prazo, a falta de movimentos não ajuda em nada. Causa apenas uma sensação momentânea de alívio, mas não trata o problema.

8. Exercício físico piora o quadro

Praticado corretamente é bom e seguro, além de melhorar a percepção da dor por liberar hormônios responsáveis pela sensação de prazer.

FortaleSer
FortaleSer
Centro de Reabilitação e Condicionamento Físico: Oferece serviços nas áreas de Fisioterapia e Educação Física tendo como objetivo a promoção da saúde e qualidade de vida por meio do exercício físico. Os profissionais especializados adotam uma filosofia baseada em evidências científicas enfocando a prevenção de lesões, o tratamento e o condicionamento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pré-Agendamento
Estamos online!