Praticar atividades físicas em casal pode ser a solução para uma rotina mais saudável

Praticar atividades físicas em casal pode ser a solução para uma rotina mais saudável

De acordo com estudo, um dos indivíduos da relação pode incentivar o outro a se mexer.

Com o aumento da taxa de obesidade nos últimos tempos, a busca por tratamentos para perder peso é cada vez mais frequente, assim como a adoção de um estilo de vida saudável. Mas quando o assunto é atividade física, um dos grandes incentivos para entrar em forma pode ser a pessoa que senta ao seu lado durante o jantar.

Pesquisa recente descobriu que exercícios físicos ganham mais eficácia quando praticados em casal. De acordo com os autores, se um dos indivíduos da relação melhora a rotina de atividades físicas, o outro é mais propenso a seguir o mesmo caminho. O estudo da Universidade de Tel Aviv, em Israel, afirma que a solução para ajudar pessoas a impulsionarem suas atividades físicas pode ser investir em um treino junto com seus parceiros.

Uma das responsáveis pela pesquisa, Silvia Koton, médica do Departamento de Enfermagem da Faculdade de Medicina da Universidade de Tel Aviv, afirma que os indivíduos de um relacionamento podem gerar impactos positivos um sobre o outro, em termos de saúde e bem-estar ao longo do tempo.

— Já se sabe que cônjuges apresentam comportamentos de risco semelhantes, como fumar e beber, mas não estava claro como o nível individual de atividade física era influenciado pelas mudanças no nível do parceiro — diz Silvia.

O Guia de Atividade Física para Americanos recomenda que adultos se exercitem com intensidade moderada por pelo menos 150 minutos por semana, ou com intensidade alta por pelo menos 75 minutos por semana.

A partir dessa informação, a pesquisa estudou o comportamento de 15.792 adultos por seis anos. Primeiramente, 45% dos maridos e 33% das mulheres aderiram às recomendações. Seis anos depois, as mulheres que adotaram os níveis recomendados de exercícios viram seus maridos ficaram 70% mais dispostos a adotarem o mesmo nível de atividade, em comparação aos maridos de mulheres menos ativas fisicamente. O mesmo aconteceu com mulheres de homens que seguiram as recomendações.

— O estudo de modelos e mecanismos teóricos, que podem explicar as transformações nos níveis de atividade física em casais ao longo do tempo, é uma área promissora para pesquisas futuras — acredita Silvia.

Fonte: Zero Hora | Foto: CandyBox Images / Shootterstock

Deixe um comentário

Comentário (requeridos)

Você pode usar estas tags HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Nome (requeridos)
E-mail (requeridos)

Anti-spam * Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.