Começar a correr ainda em 2014 é possível

Seis diferentes (e fortes) motivos para se exercitar
novembro 24, 2014
Usar o computador estimula a memória e o raciocínio
dezembro 1, 2014

Com acompanhamento, resultados na saúde e no corpo são rápidos.

Há dez anos, João Batista, 51 anos, descobriu uma hérnia de disco. Trabalhando noite após noite na organização de festas, o empresário precisava tomar uma atitude para que o declínio da massa corporal, dos nutrientes no corpo e outros males que chegam com a idade não aumentassem.

– Comecei a frequentar academia e fazer musculação. Isso foi ótimo para que eu reduzisse os danos na hérnia – conta.

João também queria emagrecer e ter uma vida mais saudável. Há quatro meses resolveu começar a correr. Hoje, uniu 15 quilômetros por semana percorridos na esteira com uma alimentação mais saudável. O resultado: perdeu quatro quilos e ganhou massa muscular.

– Tenho 51, mas agora sinto como se tivesse 35 anos.

A corrida não é o exercício mais indicado para quem, como ele, sofre com hérnia de disco, mas acompanhado de perto por um educador físico, o exercício tem diminuído a dor que sentia.

– Corro três vezes por semana por 40 minutos e musculação em outros três. Nos dias em que não me exercito sinto muita falta.

Bruno Silva, professor de educação física, diz todas as pessoas podem começar a correr, mesmo quem já passou dos 50 e pode sofrer de algum problema de saúde.

– Fazer um check up é fundamental. É importante analisar como estão as articulações, o sistema vascular e os ossos. Depois disso, o professor que vai acompanhar os exercícios pode adequar o início, o fortalecimento, o ritmo e quando e como é possível começar a correr.

A corrida, segundo Silva, melhora a qualidade do sono, facilita o emagrecimento porque aumenta o gasto calórico e melhora a qualidade de vida. Em quatro meses, João vê os resultados disso na sua vida.

– Eu tenho mais energia hoje, percebo que posso muito mais.

Esteira ou rua. Eis a questão.
Silva recomenda que começar pela esteira é a forma ideal para quem nunca correu.

– O ideal é começar caminhando como se estivesse atrasado para o trabalho. Isso adapta o corpo para a corrida e fortalece os músculos das pernas.

A esteira possibilita maior controle da frequência cardíaca, o ambiente geralmente é climatizado, a corrida é mais estável. Na rua o exercício é variável e o impacto é maior e o corpo tem que ganhar força para sustentar a corrida, mas o gasto calórico é maior.

Antes de correr – ou fazer qualquer outro exercício -, portanto, é preciso saber qual o estado da sua saúde. Veja quais são os principais motivos para não adiar mais a hora de acelerar o passo

Vem chegando o verão
O calor aumenta a temperatura corporal e faz com que o rendimento seja menor. Parece incoerente com a corrida e é, mas não com a caminhada. Quem começa a correr, precisa se adaptar ao passo mais acelerado. Por isso, quem vai começar a correr agora precisa colocar primeiro a caminhada regularmente na agenda, diz Silva.

Fonte: Zero Hora | Foto: Carlos Macedo / Agencia RBS

FortaleSer
FortaleSer
Centro de Reabilitação e Condicionamento Físico: Oferece serviços nas áreas de Fisioterapia e Educação Física tendo como objetivo a promoção da saúde e qualidade de vida por meio do exercício físico. Os profissionais especializados adotam uma filosofia baseada em evidências científicas enfocando a prevenção de lesões, o tratamento e o condicionamento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pré-Agendamento
Estamos online!