Mulher Mais

banner_publico_mulher

Maioria das mulheres são grupo de risco para problemas na coluna vertebral. Veja se você se enquadra e saiba o que pode fazer

Cuidar da casa, usar salto alto, bolsas pesadas, carregar e brincam com os filhos e, como se já não bastasse, hormônios como o estrógeno favorecem a dor nas costas.

A dor nas costas não surge de uma hora para outra. Geralmente ela é resultado do acúmulo de fatores de risco, como o descuido com a postura e com a saúde.

Cuidar da casa demanda esforço físico e, se não for feito da forma correta, seu corpo é submetido a posturas arriscadas para sua coluna vertebral, quadril, joelhos e ombros.

A bolsa que usa todos os dias é posicionada em cima de um dos ombros, ou carregada em uma das mãos ou braço. Convenhamos, raramente é uma bolsa pequena e, quanto mais espaço, mais objetos – afinal, o ditado diz que uma mulher prevenida vale por duas.

O problema é o efeito de carregar todo esse peso de forma errada por anos e anos. O mesmo vale para o salto alto, um dos principais e preferidos símbolos da feminilidade, mas também um dos principais vilões para a saúde da coluna vertebral e das articulações dos pés e pernas.

A esses fatores, unem-se os maus hábitos de postura, e outros que prejudicam a saúde da coluna vertebral, como a falta de atividades físicas, a má alimentação, o costume de fumar, entre outros.

Se você sofre de dor nas costas, ou em outras partes do corpo. Se você sente que precisa começar a tratar sua dor, ou precisa criar novos hábitos e aprender mais sobre como manter sua coluna saudável. Se precisa criar uma rotina de exercícios físicos que sejam específicos para você, venha nos conhecer ou marque sua consulta!

botao-CTA-Marque-sua-consulta